terça-feira, 16 de outubro de 2012

10 anos

Era quarta-feira. Não tive aulas por haver greve. Vesti-me toda da mesma cor.
Sabia dentro de mim que nunca mais iria esquecer que tinha havido greve geral.
Ao chegar a casa, enquanto subia as escadas ouvi um telefone, o meu coração começou a bater. Abri a porta. A cara da minha prima disse tudo. Não precisei nunca de lhe perguntar o que tinha acontecido.
Aliás, será por nunca ninguém me ter dado a notícia que ainda não acredito?
Fechei a porta. Fui para a casa e, não sei bem porquê, arrumei a casa. De uma ponta a outra. Não sei se ficou bem ou não, estava desnorteada. Estava perdida.
A mim mãe estava morta.
Como? Porquê? Depois de tanto tempo de luta, tanto tempo de quimio e radioterapia, tanto tempo internada, tanto tempo longe de nós. Não é possivel.
Pediram para te preparar uma roupa. Preparei-te aquele vestido lindo, em azul. E estavas linda mãe. Sempre foste. Mas naquele dia estavas com um ar tão sereno. Estavas a descansar.
Pela primeira vez na vida, estavas quieta. Eu eu ansiava que abrisses os olhos. Que saisses dali e que nos fosses dar um abraço.
Sei que um dos teus maiores desejos era criar/educar os teus filhos. 3 filhos, 2 menores. Nunca me esqueci disso mãe. Tento ser o melhor exemplo para a mana. Tento apoiar o mano. Mas ninguém conseguirá fazê-lo tão bem como tu.
Quero agradecer-te por todos os bons momentos que passamos. Pelo amor, amizade, companheirismo, lealdade, educação e exemplo. Obrigada mãe.
Quero que saibas que me fazes imensa falta. Fazes falta a todos nós. Não eras só o pilar dos teus filhos.
Nunca serei completamente feliz, porque não me sinto completa. Porque sinto muito a falta de vocês os dois.
Hoje quero dar-vos um grande beijo e um abraço apertado.

Amo-vos muito. Tenho muitas saudades.

8 comentários:

teardrop disse...

Foi inevitável... chorei ao ler o que escreveste. Um abraço bem apertadinho para ti e muita força!

aNaMartins disse...

fiquei comovida com as tuas palavras, não sei bem o que dizer. Sei que deve ser uma dor incalculável, sei que tens de ser mais forte e buscar forças onde não sei se existem. Ela está a cuidar de ti, estava a sofrer e agora não está, está a olhar por ti e pelos teus irmãos. Força querida. Um beijinho*

Farruskinha disse...

Os anos passam, mas a dor da perda e a saudades isso nunca passa. Nem imagino a tua dor, só tenho que te desejar felicidades e dar-te um beijo com muita força. Força*

Pretty in Pink disse...

Oh um abraçinho apertado para ti também!!
O meu namorado é comisário de bordo da Fly Emirates (no Dubai)

Beijinho*

Laranjinha disse...

Sem palavras... incrível e muito emocionante! Não deve haver dor maior.

Catarina disse...

Minha querida, um grande beijinho para ti e um xi-coração muito apertado! *

Opinante disse...

Sinto muito...

Green disse...

Um beijinho querida e força :)