quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Duas chapadas era o que mereciam


Ontem à noite quando regressava a casa, um grupinho de rapazes estava a atravessar a passadeira. Por isso, parei para os deixar passar.
Quando vejo que os moços pararam mesmo em frente ao meu carro e fizeram de conta que estavam a conversar. Saí da minha faixa e fui para a outra e ele tornaram a ir para a minha frente. Mas desta vez fui devagarinho quase até chegar o carro às pernas deles e fiquei a olhar para eles com ar de negação.
Que coisa. Depois são atropelados e coitadinhos que não estavam a fazer mal a ninguém. Só tive mesmo medo de ser assaltada.

11 comentários:

paula maria disse...

quando forem atropelados que não reclamem.

Sintonia disse...

Pois, entendo bem o que queres dizer .. por um lado sao estupidos (porque não são menos que isso) e mereciam mesmo um sustozinho ... por outro lado, nunca sabemos quando vamos num carro, mulheres, sozinhas, como é se forem pessoas mal intencionadas ... trancam-se as portas mas e depois??

Eu entendo-te! xD

by the way, ainda bem que gostaste ... estava com receio que o novo cabeçalho fosse muito forte para o resto do aspecto do blog... Obrigada =) **

Susaninha disse...

AIIIII..SE CALHAR ESTAVAM A PENSAR...
OLHA QUE A MIUDA É MESMO GIRAAAA:)

Mammy disse...

Que parvinhos!!!

Palco do tempo disse...

miudos :/

moon disse...

eishh que estupidez. Se fossem novinhos eu saia do carro e dava uma lambada a cada um -.-

Vânia disse...

infelizmente tambem ja apanhei um grupinho assim mas eu acelarei de tal maneira que até para o chão se atiraram. os miúdos estão cada vez mais idiotas.

Letícia* disse...

Realmente, há com cada um ...

Boa* noite Nutella :)

Marta disse...

epa odeio gente com a mania que é engraçada, tu seguias o carro, eles iriam-se borrar todos e desviar-se! E claro, trancavas as portas, tem que se ter muito cuidado!
beijinhos

Patrícia disse...

Que estupidez! Opá era acelerar e ver se ele não saía da frente... até saltava! :)

Green disse...

Quando for assim, trancas o carro por dentro, vais andando devagarinho, e encostas mesmo o carro às pernas, continuando a andar devagarinho, vais ver que param com a brincadeira.